quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Instalação de jardineira na parede da varanda

Como estava ficando sem espaço e não queria encher de vasos pelo chão, resolvi instalar mais uma jardineira na parede da varanda, igual à que já tinha comprado antes. Tive que pesquisar e correr atrás do suporte mas encontrei vários na Leroy Merlin de Jacarepaguá por um preço legal e coloquei a mão na massa.

Minha jardineira é uma de 40 cm que dá espaço pra colocar várias plantas se não forem muito grandes. O suporte, como já tinha acontecido antes, não é do mesmo tamanho mas um pouco maior, o que não tem muito problema pois a jardineira apóia bem e fica segura.

Local da instalação escolhido, mãos a massa:
Jardineira antiga e o espaço logo abaixo dela para a nova.
Jardineira e suportes a serem instalados.
A instalação não tem muito mistério. Marque na parede os locais que serão furados usando um nível para não deixar a jardineira torta, fure a parede de acordo com o parafuso/bucha que vai usar para fixá-la (nesse caso usei o número 6) e fixe bem a jardineira. Nesse caso tive que usar uma arruela também pois a cabeça dos parafusos eram menor que o buraco a base de fixação.

Parede furada. Suporte aparafusado e Jardineira colocada.
Jardineira colocada na parede, enchi a mesma com uma terra que estava "turbinando" na decomposteira e está agora aguardando para receber as pequenas mudas que estão crescendo nos vasos de pote de requeijão antes de transplantá-las em definitivo. Caso queira fazer mudas em maior quantidade, sugiro ver esse post ( sementes germinando na sementeira ) que mostra como germinar sementes em maior quantidade em sementeiras próprias.

Caso queira ver algumas sugestões do que plantar e como fazer suas mudas, sugiro esse post (Como fazer mudas de Orégano e Manjericão ) para ver como é fácil gerar mudas a partir de ramos da planta mãe, que podem ser transplantados para jardineiras posteriormente.

Em breve algumas fotos com dicas do processo de transplantar outros tipos de mudas.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Mudas crescendo no pote de requeijão

Como comentei em um post anterior (Passo a passo - Pote de Requeijão vira um lindo vaso) , você pode transformar coisas comuns em sua casa em opções de vasos para suas plantas. E se você gosta de cultivá-las desde semente ou pequenas mudas, um pote de requeijão de plástico é uma excelente opção.

Gostaria de mostrar alguns exemplos de pequenas mudas que ou cresceram ou foram transplantadas e estão sadias e evoluindo nos novos vasos/potes de requeijão.


Muda de Aspargos (espetinho) que nasceu a partir da semente já no vaso

Muda de Tomate-Cereja que já nasceu no pote.

Muda de Salsa, nascida em outro vaso e transplantada, já crescendo.

Esses são alguns exemplos de pequenas plantas que foram ou plantadas desde semente, para depois serem transplantadas ou foram colocadas nesses potes para poderem crescer ali.

Lógico que quando o Tomate-Cereja crescer e suas raizes estiverem ocupando todo o tamanho do vaso será transplantado para um lugar definitivo, assim como o Espetinho, mas funciona bem como sementeira, além de reciclar o plástico que iria para o lixo.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Passo a passo - Regador com pote de amaciante ou sabão líquido

Já comprou aqueles potes enormes de amaciantes ou sabão líquido e quando acabou ficou com aquela pulga atrás da orelha de que poderia ter feito algo a mais com o pote?


Pegue um pote igual a esse, com uma alça e uma tampa de plástico que pode usar como a saída de água do regador.

Marque com um parafuso ou algo com ponta os locais que vai fazer os furos. Deixe um espaço que entres como na foto abaixo. Uma vez marcados, use uma furadeira com uma broca fina para fazer os buracos.

Marque os pontos que serão furados com algo pontudo para encaixar a broca melhor.
Para furar, uma furadeira com broca fina
Tampa depois de furada.
Depois de furar a tampa, não esqueça de fazer um buraco para a entrada do ar. Assim, toda a água pode fluir sem problemas. Sugiro fazer o buraco na parte de cima mas não muito próximo da tampa. Assim pode encher pela tampa mas não vai tapar o buraco quando verter o pote.

Buraco para entrada do ar.
Pronto, agora você tem um regador, feito de algo que tem em casa e jogaria no lixo. Bom pra você e bom pro meio ambiente.


sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Passo a passo - Pote de requeijão vira um belo vaso para mudas de planta

Se você é daqueles que gosta de plantas coisas em casa mas fica sempre limitado aos vasos, talvez você tenha várias coisas em casa que podem ser usadas para plantar suas mudinhas ou sementes. Nesse post fica a recomendação com o passo a passo de como fazer vasinhos com pote de plástico de requeijão.

Você vai precisar de:

  • Potes de requeijão vazios e lavados.
  • Furadeira com broca número 4 ou tamanho próximo para fazer os buracos no fundo.
  • Sementes e imaginação :)
Potes de requeijão de plástico já lavados
Furadeira com uma broca pequena, tipo n° 4
Para fazer os furos no fundo do pote, apenas vire ele ao contrário, masque com um parafuso ou com a ponta da broca o local onde quer apoiá-la e faça os furos como na foto abaixo. Caso não tenha uma furadeira, um prego ou parafuso ou chave de fenda encandecentes também servem para fazer os furos no plástico.
Furando o fundo do pote de requeijão
Os 2 potes depois de furados para drenar o excesso de água.
Agora use-os para plantar suas pequenas mudinhas ou sementes, como uma sementeira. Jogue pedriscos no fundo, uma boa terra por cima e faça sua plantação.

Importante, use a tampa do pote como pratinho para recolher a água excedente que irá sair pelos furos feitos. O interessante é que o fundo do pote se encaixa na tampa dando inclusive uma boa firmeza para seu novo vasinho.

Se quiserem ver um exemplo do que dá para plantar, visitem esse post: mudas crescendo no pote de requeijao

domingo, 18 de agosto de 2013

Plantação de Tomates-Cereja em apartamento

Plantar Tomate-Cereja em espaços pequenos como vasos no seu apartamento é muito fácil e barato pois não precisa nem comprar as sementes, basta selecioná-las de tomates-cereja quando for comer em algum lugar.

Separe as sementes dos pequenos tomates naquele prato de salada bonita e guarde num guardanapo. Os coloque pra secar ao sol em qualquer lugar e pronto, já tem sementes para ter seus próprios tomates em algumas semanas.

Escolha seus tomates e separe as sementes
Plante suas sementes numa terra de boa qualidade e a mantenha húmida, nunca enxarcada e em poucos dias as mudinhas começarão a crescer. Provavelmente várias vão brotar, por isso cuidado ao plantar. Deixe uma boa distância entre as sementes para que possa transplantar as mudinhas sem problemas caso esteja plantando em uma jardineira maior e não em potinhos individuais.

Tomateiro transplantado para o local definitivo
 Quando as primeiras folhas verdadeiras (aquelas que se parecem com as folhas de uma planta adulta) aparecerem, é hora de transplantar para um local definitivo onde ela possa crescer. Continue regando sempre que a terra ficar seca na superfície e ela crescerá bem rápido.

Por ser trepadeira, o caule não é muito reristente e ela precisa de ajuda para crescer. Use espetos de madeira, apoios na parede, barbante para amarrá-la em algum lugar, etc. Só tome cuidado para não deixar pesar o caule para ele tombar ou no pior caso quebrar.

Tomateiro depois de 6 semanas, já crescido e precisando de apoio.
Quando as primeiras flores aparecerem, é sinal que em breve teremos tomates. De cada flor nasce um tomate, caso ela seja polinizada. Existem várias técnicas para polinizá-las artificialmente caso seu jardim esteja num lugar fechado ou uma varanda que fica a maior parte do tempo com os vidros fechados evitando que pequenos insetos façam o trabalho deles.

Flores do tomateiro
De 2 a 3 semanas depois que os pequenos tomates começarem a aparecer no lugar das flores eles ficarão bem vermelhos e prontos para serem colhidos. Para fazer isso, simplesmente gire o tomate para um lado ou para o outro até que ele solte do pé.

Tomates ficando maduros e outros ainda verdes.
Tomates já maduros e prontos para serem colhidos.
Meus tomateiros da foto já estão na segunda leva de tomates-cereja. Na primeira leva, como eu não estava prestando muita atenção, apenas tive 4 tomatinhos. Dessa vez, já foram 9 com 5 deles (os da foto) de uma mesma florada. Ainda tem muita flor morrendo por falta de polinização, mas andei testando umas técnicas que vi pela internet e volto para dizer o resultado delas.

Salada feita com Alface e Tomates-cereja caseiros
Uma salada de tomates-cereja com alfaces caseiros (cultivados nesse post) é sensacional... experimente. Caso tenham alguma dica ou experiência plantando tomates-cereja, comente aqui, digam o que gostou e o que não gostou, o que quer saber de dicas, etc.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Plantando alface em vaso, jardineira ou garrafa PET na varanda

Plantar Alface é muito fácil e barato, além de ser uma distração que vira comida. Se você tem uma garrafa PET em casa e um lugar que bata sol, já pode ter um pé de alface crescendo dentro do seu apartamento. Se tiver mais espaço para colocar uma jardineira, pode ter vários pés de alface e, dependendo das sementes que comprar, de vários tipos pra fazer aquela salada verde caseira. O mesmo se aplica à Rúcula, que será tema de um post no futuro.

Se quiser ver diferentes formas de plantar alface, veja essas sugestões.

O legal do alface é que ele não precisa de nada muito profundo para crescer. Uma garrafa PET cortada ao meio já é suficiente, até mesmo cortada de lado, fazendo como se fosse uma barca.

Então, você precisa de:
  • Sementes que podem ser compradas em qualquer mercado ou horto
  • Terra preta ou composto próprio que pode ser comprada também em qualquer horto ou mercado.
  • Um vaso, jardineira, garrafa PET ou qualquer lugar que achar interessante e possa usar como vaso para seu alface. Tem que ter pelo menos uns 15 cm de profundidade pras raízes, mas não precisa muito mais que isso.
  • Um canto com Sol para seus alfaces crescerem e fazerem bastante fotossíntese.
  • Água.
Mãos à massa... escolha como vai plantar suas sementes, monte seu vaso/repositório/PET, coloque a terra de boa qualidade e coloque umas 3 sementes no máximo por buraco, não muito profundo (tipo 1 ou 2 cm) e cubra com terra. Regue para que a terra fique úmida, nunca encharcada. Caso queira gerar as mudas numa sementeira e apenas transplantá-las, veja como nesse post ( sementes germinando na sementeira )

Em menos de 1 semana, já se vê os pequenos brotos verdes saindo da terra, mas ainda não é a folhagem verdadeira, que dá para reconhecer como alface. Nessa fase, regue com muito cuidado para não quebrá-lo. Procure molhar a terra, nunca direto a folha pois o caule que se forma ainda é muito sensível e fino.

Em 2 semanas, algumas folhas maiores começam a aparecer:

Sementes de alface recém brotadas
Após aproximadamente 1 mês e meio, no inverno, alface crespa crescendo.
Achei interessante a proposta das garrafas PET e tentei na minha varanda também, prendendo elas no suporte das jardineiras e plantando algumas mudas de alface que tinham brotado em uma outra jardineira.

Alfaces crespas crescendo nas garrafas PET
Alface crespa na garrafa PET
Para regar, todo dia a noite, quando chego do trabalho, molho as plantas se durante o dia fez calor e a terra está um pouco seca. Se fez frio (como ao longo de uma semana inteira que fez um clima de montanha no Rio de Janeiro) quase não reguei pois a planta estava sempre com a terra úmida.

Outra sugestão para as garrafas PET e que fica muito bonito é plantar ervas como o Orégano, que é muito fácil de fazer muda. Vejam nesse post como fazer e a evolução em poucas semanas de uma simples muda para um belo cacho (Como fazer mudas de orégano e manjericão).

Mais opções de locais e formas de plantar alface? Veja como é fácil e flexível e certamente vc tem algo em casa nesse post..

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Jardinagem de apartamento descomplicada

Reativando o blog do Ecotrecos, irei compartilhar um pouco da minha experiência em fazer jardinagem de apartamento.

Sempre gostei de plantas, mas morando em apartamento, nunca tive chance de fazer nada muito grande, plantar uma árvore, etc. Buscando na internet achei diversas dicas de como plantar coisas interessantes em casa, desde temperos a vegetais e frutas e resolvi tentar.

Nos próximos posts falarei um pouco da minha experiência nos últimos meses, o que deu certo, o que não deu tão certo assim e os planos para o futuro, assim como qualquer coisa interessante que ache na web que valha a pena compartilhar.

Pela pouca experiência que tive, é muito fácil, barato e divertido plantar coisas no apartamento, aproveitando aquele sol da manhã ou da tarde que bate para que suas plantas cresçam e um dia você possa consumir o que plantou.

Hoje tenho alguns pés de alface crescendo em garrafas PET, um pé de tomate-cereja que está enorme, produzindo bastante, cebolinha, tomilho, entre outros temperos.

Em breve posto como comecei, com fotos e alguns valores de referência e dicas de como economizar.